sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Essa é a nossa realidade ?

"Se o mundo é mesmo parecido com o que vejo, prefiro acreditar no mundo do meu jeito"
------------------------------------------------------------------------------------------------
Olá.
Você alguma vez na vida deve ter se questionado sobre as razões da sua existência, sobre o surgimento da raça humana, sobre porque o céu é azul, ou talvez quem sabe, sobre a existência de forças maiores que regem a terra. É cada um com suas perguntas, diferentes e/ou iguais. Muitos acham que por algum meio; seja ele científico ou religioso, pode-se haver um explicação para sua grande maioria. E de um jeito garantido, é possível se obter várias respostas. Ás vezes para um pergunta, nós temos diversos tipos de respostas. Mas será que podemos confiar realmente em todas as respostas que nos são enviadas ?
Eu sempre fui o tipo de pessoa que se autoquestiona, e que vive fazendo perguntas para "Deus e o mundo". Quando me adicionado menos idade, era quase certo o sentimento de frustração que eu tinha quando alguém não me respondia as perguntas que lhe eram feitas. Ou tinham em sua grande maioria sentido imcompleto. Enfim, creio que não sou o único aqui em busca de respostas. Ás vezes chego a pensar que com a morte sim, poderiamos obter todas as respostas. Tudo então nos seria revelado de forma completa. Por favor, não me interpretem mal! Melhor que lhe seja contado o verdadeiro motivo por trás dessa postagem.

Foi hoje no ônibus, quando eu voltava do colégio, que me deparei com uma das cenas mais cruéis que me poderia ser adicionada à vida. Enquanto eu lamentava o tédio em que a minha vida se encontrava, e pelo fracasso do teste de matemática. Querendo vir a óbito pelo mesmo.
Subiu uma garotinha da faixa etária de 7 anos. Esta se dirigiu a todos os passageiros de forma simples e humilde, distribuindo um produto, que tinha em seu verso a frase, "Sou surdo". Não faço de nenhuma importância os motivos nos quais a levaram alí. O que me fez com que as lágrimas me doessem os olhos, foi o olhar e a simplicidade daquela criança. A sensação que eu tive foi um pedido de socorro. Era como se aquela criança estivesse me pedindo ajuda. Comecei a questionar sobre a existência de Deus. Onde é que ele anda, se os filhos D'ele vivem aqui na terra ? Muitas vezes sozinhos, abandonados, presos à ilusão. De um modo geral, jogados à sorte. Só sei que nada fiz para ajudar aquela garotinha. E a possibilidade de não poder fazer nada adiante, assusta. Por sinal, o que poderia eu fazer ? Adotá-la ? Leva-la para casa ?
Tomando como conhecimento a minha menor idade, e a minha falta de condições para exercer qualquer tipo de providência, sobre determinadas situações. É perceptível as mãos que tenho atadas. Mas se cada um fizer a sua parte em contribuição ao bem da humanidade. O nosso "futuro melhor" estará garantido. Isso serve para os candidatos eleitorais. Não pense vocês que isso é um joguinho de alienados, pois concerteza, eu acredito na justiça acima da dos homens. Espero anciosamente que não só vocês, mas todos os malfeitores, tenham o seu fim justo. Porque essa história de querer o mal dos outros, de enganar, furtar, invejar e abusar dos menos desfavorecidos, não faz sentido! Não vale é colocar a culpa em quem nem conhecemos!
Só sei que essa história de um monte de respostas sobre uma mesma pergunta me deixa confuso. "Só sei que nada sei".



"O diabo está nos detalhes"

Por hoje é só. Até a próxima!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário